Prejuízos causados com deslocamento de abomaso em rebanhos leiteiros

Veja como prevenir e evitar perdas econômicas causadas pelo deslocamento de abomaso

3 min de leitura
Atualizado há 1 mês | Publicado em 03 . May, 2021

O que é o deslocamento de abomaso?

O abomaso é o quarto compartimento gástrico dos bovinos, nesta divisão são produzidos ácido clorídrico e pepsinogênio e o pH é próximo a 3, com função de realizar a digestão ácida dos 7 alimentos. 

Se caracteriza deslocamento de abomaso quando o mesmo se desloca para a direita ou para a esquerda. Para que ocorra o deslocamento se faz necessário o aumento da produção de gás e a redução dos tônus no abomaso. 

Com maior ocorrência em vacas de grande porte, alta produção e recém paridas. Está é mais uma enfermidade que ocorre quando os animais não recebem a dieta pré-parto adequada, uma vez que as mesmas passam um longo período que antecede o parto sem receber concentrados e logo em seguida ao parto já recebem grandes quantidades do mesmo, sem estarem adaptadas a nova dieta, dificultando a digestão dos alimentos aumentando a produção de gases. 

 

Como identificar o deslocamento de abomaso?

Apresentam redução de apetite

Ausência ou redução de ruminação

Redução de consumo

As fezes apresentam características moles e com odor fétido

Desidratação

 

Como tratar?

O tratamento é realizado por técnica cirúrgica com o objetivo de colocar o abomaso na sua posição original. Onde é realizado uma abertura na região do vazio ao lado esquerdo, posicionado e fixado o abomaso no local correto. 

Esta técnica só pode ser realizada por um veterinário. 

 

Perdas econômicas

O tratamento do deslocamento de abomaso por ser uma técnica cirúrgica apresenta um custo que gira entre R$ 500 a R$ 1000, variando conforme a região, somando-se com os medicamentos que são necessários. Além dos custos com o tratamento, temos as perdas de produção estimadas em 16% da lactação do animal.

A vaca que apresenta esta enfermidade, pode passar muitos dias sem consumir alimento, perdendo escore corporal e até a total recuperação os animais já passaram do pico de produção, deixando de expressar todo o potencial da lactação. 


Como prevenir?

O deslocamento de abomaso tem maior probabilidade de ocorrer nas primeiras semanas após o parto, essa enfermidade pode ser prevenida com uma dieta pré-parto adequada e quando entrarem na fase da produção já estarão adaptadas com o consumo de concentrado. A dieta pré-parto também previne outras enfermidades como hipocalcemia e cetose que podem ser precursoras do deslocamento de abomaso. 

O sistema Leigado é uma ótima opção para você não perder as datas de secagem, início do pré-parto e data do parto. Ao lançar os dados de cobertura das vacas e confirmando a prenhez, o sistema já simula a possível data de parto, além de te lembrar da data de secagem e inicio do pré-parto. Não de chances as enfermidades em sua propriedade, elas te custam dinheiro e levam o seu lucro, use Leigado e tenha menos prejuízos.