Por que usar um sistema de gestão e não papel, na atividade leiteira?

Descubra como melhorar seu controle sobre os gastos, lucros e decisões tomadas na sua propriedade.

4 min de leitura
Atualizado há 1 mês | Publicado em 15 . Apr, 2021

O mercado do Leite apresenta muita instabilidade, o que prejudica muito o controle financeiro das propriedades. Existe muita variação de preços pagos pelo litro de leite ao produtor. O preço que o produtor recebe pelo litro de leite é determinado pelo mercado consumidor, pela oferta de produto e pela importação de produtos lácteos de países vizinhos. Até mesmo o preço da carne de gado influência nos preços, pois quando o preço está bom, ocorre um aumento no número de descarte dentro da propriedade rural, contribuindo com a redução da oferta de produto. 

Em épocas de oferta de leite a queda nos preços é inevitável e ocorre em um curto período de tempo. Essa instabilidade dificulta o processo dentro das propriedades, uma vez que os intemperes não são tão previsíveis, e nem sempre se tem o conhecimento dos processos e do financeiro para que as decisões sejam tomadas dentro da propriedade leiteira. 

 

O que os produtores fazem quando o preço do leite baixa?


Geralmente, a comida é reduzida e o insumo de melhor qualidade é trocado por produtos com preços mais baixos, porque é o que mais impacta no custo de produção, entre 40 a 60% do custo em alguns casos podem ser até maior. 

Outras medidas que são tomadas em épocas de crise, é cortar serviços de consultorias e até mesmo cobrir os prejuízos com vendas de animais ou outros bens. Essas decisões tomadas sem critérios, acabam refletindo em outros momentos como, por exemplo, na falta de novilhas para a reposição, em que os produtores compram animais sem conhecer a sua procedência e com um valor muito maior do que as que são criadas sob sua supervisão.

 

Mas será que essas decisões são tomadas do jeito certo? Com certeza e segurança de que sua produtividade não será afetada a curto e longo prazo?


Ter gestão dentro de uma propriedade produtora de leite vai além de utilizar fichas e cadernos, gestão é ter disponibilidade de consultar as informações antes de tomar uma decisão e garantir que ela seja assertiva. 

Quando se tem gestão dos dados fica mais fácil tomar essa decisão, pois se por exemplo, você toma a decisão de reduzir o alimento, vai saber se realmente vai ser vantajoso ou prejudicial se baseando em indicadores como DEL, IEP, Taxa de prenhes e outros.

Não basta apenas ter dados anotados, é necessário interpretar eles. Um exemplo é o acompanhamento das bezerras, que boa parte dos produtores não fazem, criar as bezerras gera um custo elevado para a produção. 

Quanto custa criar uma bezerra? Custa caro se não for bem tratada, pois levará mais tempo para produzir leite e gerar renda. Mas até que se tenha indicadores ficamos no achismo, de que estamos tendo lucro, ou achando que estamos levando prejuízo. Precisamos parar de achar isso ou aquilo e precisamos ter certeza de que estamos no caminho certo.

E como teremos esta certeza se não interpretamos os dados que anotamos no papel ou no Excel? É este o ponto mais importante! Saber como estão nossos indicadores e ter a certeza de que estamos fazendo as ações certas. Usar um sistema de gestão traz segurança, aumenta a confiabilidade além de reduzir o tempo com gestão, uma vez que o mesmo interpreta as informações e fornece relatórios precisos. Tornando a gestão mais fácil, mais simples e muito assertiva.

Ter um sistema para te auxiliar no gerenciamento é fundamental, para que você possa acompanhar melhor os dados administrativos e reduzir tempo gasto com gestão. O objetivo do sistema é trazer facilidade na rotina de coleta de dados e além disso, oferecer a interpretação dos resultados já pronta. 

 

Quer mudar de vez o modo de fazer gestão em sua propriedade leiteira? Conheça a Leigado e venha fazer parte dos produtores com uma gestão de sucesso.