Gestão financeira em propriedades leiteiras

A gestão pode ser mais simples do que parece.

3 min de leitura
Atualizado há 1 mês | Publicado em 06 . May, 2019

As propriedades rurais passaram a ser considerados empreendimentos rurais e esses empreendimentos necessitam de uma boa administração, para que não venham a quebrar. Nem sempre nos damos conta da complexidade que é fazer uma boa gestão, especialmente quando as mesmas são de pecuária leiteira, a qual é desenvolvida, na grande maioria por propriedades pequenas e de agricultura familiar, mas nem por isso é desnecessário fazer uma boa gestão.

A gestão das propriedades rurais se torna complexa quando falamos da atividade leiteira, uma vez que se desenvolve o ciclo completo de criação nas propriedades, ou seja, criam-se as bezerras, geralmente nascidas na propriedade, até que se tornem vacas de lactação, levando no mínimo dois anos até parirem e irem para o lote de vacas em lactação. Visto isso, logo se percebe que é bem trabalhoso administrar tantas informações diferentes, mas justamente pela complexidade do setor, é indispensável se fazer gestão financeira quando se deseja sucesso na atividade. Ainda mais que o setor apresenta instabilidade de preços durante o ano, tornando mais necessário ainda uma gestão eficiente.

Quando falamos que é essencial fazer gestão das propriedades, os produtores ficam assustados e acreditam que não são capazes de fazer, mas a gestão pode ser mais simples do que parece, não deve ser algo que vai gerar problemas ou dores de cabeça, mais sim evitar.

Nossa sugestão, é iniciar a gestão estabelecendo as categorias dos animais que se tem na propriedade como:

  • Bezerras;
  • Novilhas;
  • Vacas secas;
  • Vacas em lactação;
  • Machos caso desenvolva a criação;
  • Definidos os grupos de animais, vamos definir as categorias de despesas que frequentemente se tem com cada grupo:
  • Alimentação:
    1. Volumoso (silagem, feno, pré-secado, pastagem...)
    2. Concentrado (ração, farelos, milho...)
    3. Suplementos (mineral, adsorventes, leveduras...)
  • Sanitário:
    1. Medicamentos
    2. Vacinas
  • Energia;
  • Combustível;
  • Higiene e limpeza:
    1. - Equipamentos e produtos
  • Investimentos:
    1. - Estruturas (galpões...)- Novos equipamentos
  • Manutenção;

Depois de estabelecidas as categorias de despesas, as mesmas podem ser distribuídas dentro dos grupos de animais, para que, desta forma seja identificado quais categorias apresentam maior impacto. Com essas informações será possível criar estratégias para as propriedades, estabelecendo limites de gastos para cada categoria, depois de descritas todas as despesas deve-se fazer uma avaliação de onde se pode economizar e onde se faz necessário investir.

A gestão pode ser feita de forma fácil, anotadas em um caderno, neste caso terá um pouco mais de trabalho para os cálculos depois, ou então uma planilha de Excel, onde os cálculos podem ser feitos automaticamente. Buscando mais praticidade ainda, pode-se utilizar algum software como o Leigado em que sua tarefa será fazer os lançamentos e o sistema se encarrega de calcular e gerar relatórios, os quais podem ser extraídos por períodos de tempo, facilitando o acompanhamento de suas despesas.

Gestão é o segredo do sucesso na atividade leiteira, tire ao menos 20 minutos por dia para anotar as suas despesas e um tempo um pouco maior a cada final de mês para analisar sua situação. Comece hoje mesmo e seja mais um caso de sucesso na atividade.