Vantagens e limitações do Compost Barn

Entenda mais sobre este sistema de confinamento.

3 min de leitura
Atualizado há 4 meses | Publicado em 21 . Jun, 2019

O Compost Barn surgiu nos Estados Unidos na década de 80, mas apenas em 2001 começou a ganhar adeptos em maior escala, aqui no Brasil o sistema está começando a ganhar espaço entre os produtores de leite. A escolha pelo sistema de confinamento deve ser realizada levando-se em consideração vários fatores como: potencial genético do rebanho, disponibilidade de capital, capacidade de produção de alimentos, custo da terra, entre outros. No Brasil existe uma grande variedade de sistemas de produção, tanto a pasto quanto confinado.

Esse sistema é composto basicamente por uma grande área de cama comum (área de descanso), normalmente formada por maravalha ou serragem, separada do corredor de alimentação ou cocho por um beiral de concreto. O diferencial deste sistema é a compostagem que ocorre ao longo do tempo com o material da cama e a matéria orgânica dos dejetos dos animais.

O processo de compostagem consiste em produzir dióxido de carbono (CO2), água e calor a partir da fermentação aeróbia da matéria orgânica. No compost barn, as fezes e urina das vacas fornecem os nutrientes essenciais (carbono, nitrogênio, água e microrganismos) necessários para que ocorra o processo de compostagem que poderá ser utilizada posteriormente na lavoura ou vendido para outros produtores.

Vantagens

  1. Maior conforto para o rebanho, proporcionada pela cama;
  2. Melhores condições de higiene do local, o que garante condições sanitárias mais saudáveis para os animais;
  3. Contribui para a redução de problemas nos cascos, melhorando assim as taxas de detecção de cio;
  4. Garante melhor qualidade do leite, com redução da CCS e menor incidência de mastite;
  5. Aumento comprovado da produção do leite;
  6. Diminuição do odor e da incidência de insetos como moscas e mosquitos;
  7. Menor custo de instalação comparado ao Free-Stall;
  8. Facilidade no manejo dos animais pois estão sempre no mesmo lugar e limpos, sem ter que passar por trajetos de difícil acesso;
  9. Adaptação mais rápida dos animais comparado aos outros confinamentos

Limitações

  1. Manejo da cama, que exige escarificação diária e atenção com a temperatura e umidade, podendo levar a troca completa da cama que tem um custo elevado;
  2. Parte da cama deve ser renovada com reposição de serragem, maravalha ou areia a cada período de três a cinco semanas;
  3. Dificuldade no processo de compostagem em climas frios e úmidos;
  4. Aumento do custo com energia elétrica devido a necessidade de ligar os ventiladores para resfriar os animais e secar a cama;
  5. Deve-se fornecer um espaço de no mínimo 10,0 m² por animal;

Todos os sistemas possuem vantagens e desvantagens, basta o produtor fazer um estudo de qual será mais viável para a sua realidade e se adequar às suas limitações. Podemos concluir que para o Compost Barn a maior limitação, que irá garantir ou não o sucesso do sistema é o manejo da cama, sendo assim esse deverá ser o item com maior atenção no projeto de implantação do Compost.


Fontes: Revista Leite Integral / MilkPoint / Sebrae