A criação de bezerras representa altos custos para a atividade leiteira, também representam o futuro da atividade, por isso cuidados nesta fase são essenciais, pois determinarão a qualidade das vacas que irão compor o rebanho futuramente.

Os cuidados nesta fase devem ser redobrados para que os animais não venham a ficar doentes. Bastante comum em bezerras é a diarreia também responsável por um elevado índice de mortalidade, segundo dados da Embrapa, esteja entre 20% e 52% em todo o mundo e os custos anuais por bezerra tratada em torno de US$ 33,50 por ano.

A diarreia é definida como o aumento na frequência de defecação ou no volume das fezes. É uma enfermidade de caráter multifatorial, ocorrendo principalmente nas quatro primeiras semanas de vida das bezerras. Está associada a diversos fatores entre eles ambientais, ao manejo, à nutrição, além de associação de patógenos.

Sintomas:

-Aumento na frequência de defecção, sendo bastante líquido podendo haver presença de sangue;

-Pode ocorrer febre;

-Diminuição na ingestão de alimentos;

-Apatia;

-Desidratação, quadros mais severos.

Os patógenos podem ser de origem bacteriana, protozoária ou viral, sendo os patógenos mais comuns:

As bactérias mais comuns são:

-Salmonella spp.

-Escherichia coli.

Os protozoários:

-Cryptostoridium spp.

-Eimeria spp.

-Giardia sp.

Os vírus:

-Rotavírus

-Coronavírus

As ocorrências de diarreia por helmintoses (verminoses) gastrointestinais ocorrem em bezerras a partir de 2-3 meses de idade, exceto quando as condições de higiene são muito precária.

Tendo em vista os principais agentes causadores da enfermidade é mais fácil saber os cuidados que devemos ter para se evitar:

-Fornecer um colostro de qualidade no primeiro dia de vida;

-Higiene e conforto das instalações (local limpo e seco);

-Higiene dos utensílios utilizados para fornecimento de leite, água e alimentos;

-Manter as bezerras em baias separadas;

-Fornecer alimentos de boa qualidade e boa procedência;

Os cuidados desde o nascimento garantem uma vida saudável as bezerras, e como recompensa, vacas altamente produtivas, além de reduzir os custos de criação.


Por: Jucemara Rösler, Zootecnista Leigado.

Cadastre-se gratuitamente www.leigado.com.br e confira seus benefícios.

WhatsApp (46) 99901 0238

Skype: leigado.dv