Intervalo entre partos (IEP)

O intervalo de partos atual é o cálculo do número de meses entre o parto mais recente e o anterior das vacas que já tenham tido mais de um parto. Os dados abaixo não incluem vacas em primeira lactação.

INTERVALO ENTRE PARTOS (IEP) INTERPRETAÇÃO
Menor que 11,7 meses Pode ser muito baixo para vacas de alta produção
11,8 a 13 meses Ótima para a maioria dos rebanhos
13,1 a 13,5 meses Pequenos problemas para a maioria dos rebanhos
13,6 a 14,9 meses Problemas moderados para a maioria dos rebanhos
Maior que 14 meses Problemas severos para qualquer rebanho

Qual o impacto de um intervalo entre partos (IEP) elevado?

1- Queda na produção de leite;

2- Menor número de crias, impacto na evolução do plantel;

3- Diminuição dos dias produtivos;

4- Menor ganho genético;

5- Menor quantidade de leite em relação aos custos da alimentação.

 

Segue abaixo 02 exemplos

Exemplo 01: IEP de 18 meses, produção de leite acumulada em três anos foi de 16.000 Kg e dois partos.

Fonte: APCBRH 2014.

 

Exemplo 02: IEP de 12 meses, a produção de leite acumulada em três anos foi de 18.000 kg e tiveram três partos.

Fonte: APCBRH 2014.

 

Existem várias etapas e cuidados importantes para a redução do intervalo entre partos, dentre eles estão os cuidados sanitários, alimentares, bem estar e busca por apoio especializado, tudo isso somado ao acompanhamento do rebanho.

É muito importante acompanhar as datas de lançamento de novas coberturas para as matrizes, estabeleça os períodos e siga rigorosamente. Ex: se uma matriz deve receber nova cobertura 60 dias após o último parto, você deve adotar metodologias que possibilitem gerenciar esse processo. Algumas fazendas, por descuido dos donos, funcionários, ou até mesmo por não contar com uma ferramenta de apoio adequada, perdem a data de lançamento da nova cobertura para a matriz e acabam gerando um grande prejuízo para a propriedade.

Diagnóstico: Assim como acontece com as coberturas, o diagnóstico também pode ser rigorosamente acompanhado dentro do mesmo mecanismo de gestão. Imagine que você deixe passar 20 dias da data de lançamento da cobertura de uma determinada vaca e mais 10 dias para fazer o diagnóstico de gestação, só aqui já prorrogamos 30 dias no seu intervalo entre partos (IEP), apenas pela falta de mecanismos de gestão.

Aptidão a fase reprodutiva: Lembre-se: as bezerras de hoje são as produtoras de amanhã. É importante que estabeleça o período que estes animais estarão aptos à fase reprodutiva, geralmente adotado o critério de peso, mas o importante mesmo é não deixar estender ou mesmo perder este período.

Tenha melhor controle sobre seu rebanho e mais tempo livre, deixe os indicadores zootécnicos por conta do Software Leigado.

Cadastre-se gratuitamente www.leigado.com.br e confira seus benefícios.

WhatsApp:(46) 99983 1005

WhatsApp (46) 99901 0238

Skype: leigado.dv

Facebook: facebook.com/sistemaleigado

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *